Caminheiro de Deus

⇒ Vida e Poesia ⇐

 

*

⇒ Vida e Poesia ⇐

Caminheiro de Deus

 

Contemplo a tua labuta,
Ela é incansável,
Aparentemente,
Não é de repente,
É labuta santa,
Que não me espanta,
Somente me alegra,
Como um bom presente.
*
Faz na solidão,
Mas que não faz doer,
Nem muito sofrer,
Por que faz sentido,
Caminho percorrido,
Nas noites e nos dias,
Tristezas e alegrias,
Porém ao final,
Só lhe faz crescer.
*
Coração adulto,
Sonho da juventude,
Não mais se ilude,
Faz tantos trajetos,
Às vezes inquieto,
Mas sem esmorecer,
Quer mesmo é vencer,
Mas na lealdade,
Com seus bons projetos.
*
Deus é o bem maior,
Busca em sua oração,
E na contemplação,
Do seu caminhar,
Sem se enganar.
Vive na verdade,
Sem ingenuidade,
E sua vida segue,
A perseverar.
*
Que o Santo Paráclito,
Guie o seu caminhar,
Por onde passar,
Nesta tua busca,
Que a Deus escuta,
Nesta luta santa,
Que às vezes encanta,
Mas com o pé no chão,
Sem desanimar.

 

Para o Padre Natale Battezzi, 2012.

 

*   *   *

Pe Natale Battezzi (1936-2014). Arquivo pessoal.

.

*   *   *

Pe Natale Battezzi (1936-2014). Arquivo pessoal.

*   *   *

Pe Stefano Fogliata (1921-2012) e Pe Natale Battezzi (1936-2014). Arquivo pessoal.

*   *   *

Nossa Senhora do Equilíbrio. In <parrocchiasantena.it/>: “Madonna dell’Equilibrio”

.*   *   *

Pe Natale Battezzi (1936-2014). Arquivo pessoal.

*   *   *

“Pentecostes” (extrato), de J. Bautista Maino (1581-1649). In commons.wikimedia.org/wiki: “File:Maino_Pentecostés,_1620-1625._Museo_del_Prado.jpg”

.*   *   *

Pe Natale Battezzi (1936-2014). Arquivo pessoal.

*   *   *

.*   *   *

..

 

Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.